Nunca foi tão digital quanto agora

O que era visto como futuro, num piscar de olhos tornou-se real.

O meio digital e suas diversas transformações, em um cenário de distanciamento social, passou a ser o principal caminho entre empresas, clientes e colaboradores.

No segundo semestre de 2019, nossa equipe iniciou, de forma mais aprofundada, uma pesquisa sobre futuro e tendências.
Entre inúmeros conteúdos, a informação mais recorrente era que 2020 seria um ano de grandes avanços digitais. Porém, o que ninguém esperava era que essas novidades tecnológicas fossem chegar tão rapidamente como vem acontecendo.

Com a instantânea propagação do novo Coronavírus e do isolamento social, o contexto digital que já parecia indispensável tornou-se, na maioria dos casos, o único caminho entre uma empresa, seus clientes e, até mesmo, seus colaboradores.

E assim como nós, agora toda essa rede continua suas funções por home office, algo que estava na agenda do mercado para ser realidade daqui há uma década.

Bem como o trabalho, até mesmo a educação e a religião entraram no universo das redes sociais para alcançar seu público, através de posts, stories e transmissões ao vivo.

Com isso, pessoas de todas as idades tiveram que se adaptar rapidamente e sair da zona de conforto, pensando de maneira mais estratégica para que a roda da economia continuasse girando. E assim, mesmo de forma prematura, ganhamos uma sociedade mais digital.

Dando um start na Virada Digital

Hoje, empreender é quase impossível sem o uso da internet, da automação, da computação em nuvem, entre outras. Em um momento pré-pandemia, essas ferramentas já eram importantes e cada vez mais procuradas, como mostra o estudo “Tendências para Transformar sua Empresa em 2020”, realizado pela CI&T em parceria com a Opinion Box em dezembro de 2019. Ela destacou que a automatização dos processos hoje vem como um fator significativo para conquistar avanços nas jornadas de transformação digital.

Nessa pesquisa foram entrevistados 500 executivos de grandes empresas brasileiras e 77% desses líderes afirmam ser necessário automatizar processos, enquanto 69% pretendiam investir em tecnologias durante o ano de 2020.

Dentre as tecnologias que possuem maiores níveis de investimento estão a Computação em Nuvem com 57%, Internet das Coisas (IoT) 49%, Inteligência Artificial (IA) 48%, Assistente Virtual 41%, Experiências Imersivas 37%, Big Data 30%, Chatbots 23%.

Mas a virada digital não foi somente nas grandes empresas, os microempreendedores também precisaram desbravar a internet para continuar com seu negócio funcionando. Muitos deles, certamente, puderam perceber o quanto estar no meio digital pode fazer a diferença na prática.

Digitalização e Responsabilidade

Segundo uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, divulgada pela Exame, as compras pela internet aumentaram em até 40% com o avanço do novo Coronavírus.

Esses dados reforçam a necessidade do mercado em assegurar a inclusão digital entre todos os usuários, democratizando o acesso às tecnologias da informação. Principalmente entre os idosos, que têm acessado cada vez mais a web em busca de serviços, informação e interatividade.

De um modo geral, para que a internet seja mais acessível, existe um compilado de boas práticas de usabilidade, que entre outras técnicas, incluem desenvolver sites e soluções com acessibilidade, Design Responsivo, UX, UI e Google Analytics, por exemplo.

Trabalhar esses aspectos também é desenvolver o Marketing Consciente, partindo do princípio que é preciso estar atento à responsabilidade social dentro do mercado digital e o quanto as boas práticas nesse cenário podem movimentar positivamente a economia e estabelecer novos padrões de uso da internet.

A expectativa é que ao investir na usabilidade e acessibilidade, os usuários irão notar a praticidade do consumo virtual e irão comprar cada vez mais na web, consequentemente alavancando as vendas do setor de e-commerce.

Muito em breve, em um período pós-pandemia, quando a maior parte das pessoas já estiver em seu posto físico de trabalho, os empreendedores terão levado consigo toda a força e os fundamentos do digital. A partir daí, inúmeras possibilidades estratégicas poderão ser desenvolvidas para reforçar o diferencial da empresa, que terá a chave para continuar se destacando com inovação e responsabilidade.

E a Wagalume irá continuar por aqui para acompanhar todas as etapas desse processo, te ajudando a entender cada vez mais sobre o digital e como ele pode fortalecer o seu negócio.