Realidade virtual: quais benefícios ela pode trazer pro seu negócio?

A realidade virtual é uma experiência que transforma o cenário online em algo muito mais palpável, criando uma imersão para o usuário. Vamos entender como isso ganhou a proporção que tem hoje e como pode afetar também a sua empresa?

Já imaginou chegar em um estabelecimento pela primeira vez e através da câmera do seu celular ter todas as informações do local?

Conforme você aponta a câmera do celular, descobre informações básicas, tais como onde é o banheiro e saídas de emergência, até coisas mais específicas como o cardápio, valores e formas de pagamento.

Tá bom, a mente foi um pouco longe demais. Essa é uma situação que ainda está distante de fazer parte do nosso dia a dia, mas é só um exemplo prático de como a realidade virtual pode facilmente fazer parte do nosso futuro e o melhor, como ela pode ajudar a entregar experiências melhores aos consumidores. Vamos entender mais?

Afinal, o que significa realidade virtual?

Como sempre, acreditamos que para entender algo na prática é necessário saber o conceito de tudo que o envolve. Então, vamos lá.

Também chamada de VR, sigla que abrevia seu significado em inglês, a realidade virtual é, basicamente, uma simulação online de um ambiente interativo. Ou seja, com o auxílio de equipamentos eletrônicos como fones de ouvido, óculos e celulares, o ambiente virtual parece real e físico. Mas lembramos que só parece mesmo, tá?

Essa simulação tem o intuito de levar o usuário para uma imersão dentro daquele cenário. Trazendo efeitos sonos, visuais e táteis, para que ele se sinta parte do ambiente no qual está interagindo. O que faz muito sentido para o marketing e a venda de experiências que o mercado se propõe atualmente. Vamos entender mais essa relação?

Como o marketing passou a utilizar a realidade virtual

Sabemos que nosso querido setor é o que mais se adapta a novas tecnologias e busca evoluir dentro de todas as novidades que surgem. Pois bem, com realidade virtual não foi diferente! Desde que a evolução da computação gráfica começou e trouxe a capacidade de processamento das máquinas e dos sensores de movimento, o marketing já demonstrou interesse nesse gigante que ia surgindo.

A principal aposta das empresas com a realidade virtual, no início, foi com os games. Aos poucos as possibilidades de aplicação desse tipo de tecnologia foram se mostrando extremamente amplas, como educação, saúde, engenharia, uso militar, varejo, entretenimento e assim por diante.

Com a realidade virtual vinculada ao marketing é possível oferecer uma experiência diferenciada aos consumidores, transformando a relação entre cliente e marca praticamente ilimitada. As possibilidades de impacto se tornam muito mais amplas e te permite pensar naquelas que agregam mais valor à sua empresa.

Como as empresas estão usando o VR?

Um dos primeiros exemplos mais impactantes de realidade virtual que temos é o jogo de realidade virtual Pokémon Go, que dominou o mundo quando foi lançado no mercado de jogos mobile em julho de 2016.

Mas antes disso, algumas marcas já usavam o VR pra engajar seus consumidores. Em 2014, a HBO apostou no Oculus Rift para mostrar como seria a vida nos Sete Reinos de Game of Thrones. Um dos cenários de realidade virtual criado pela empresa colocava os usuários do gadget em um elevador que escalava uma parede de gelo com 200 metros de altura.

Outro case simples, e muito eficiente, foi o da Coca-Cola, desenvolvido pela Webeleven e Abduct. A ideia era proporcionar uma experiência de pertencimento ao consumidor e foi usado na campanha de Natal. Ao comprar as latas do refrigerante, o usuário apontava a câmera e desbloqueava animações que podiam ser acompanhadas através de realidade aumentada. Confira:

Cenário atual do VR e soluções para pequenas empresas

As grandes marcas têm sido as primeiras a mostrar seu interesse na realidade virtual em campanhas de marketing. Na verdade, o fato delas possuírem os bolsos mais cheios conta bastante nesse pioneirismo, uma vez que a produção deste tipo de conteúdo ainda não é tão acessível.

É preciso driblar alguns obstáculos que vão além de hardware e software, como a falta de exemplos práticos e experiência de profissionais na área, que ainda é considerada muito nova.

O atual momento da humanidade é de constante transformação. Com a tecnologia sendo modificada e evoluindo a todo instante, muitas são as possibilidades para os próximos anos.

Então, que tal ficar de olho nessa tendência e ver como ela de desenvolve? Estamos juntos nessa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *